Saudades do Clássico Papay!

Renneé Cardoso Fontenele

____09.03.2011

Neste Carnaval, muitos torcedores falavam sobre Parnahyba e Paysandu. Dois times de Parnaíba que, em seus jogos, lotavam o estádio, proporcionando aos torcedores conversações, a respeito dos confrontos, a semana inteira.

O Clássico “Papay”, como era conhecido, ficou na memória dos torcedores azulinos e alvirrubros – estes, porém, mantêm a memória mais sólida, por assim dizer, do Clube, em virtude da inatividade do Brasinha.

Tubarão e Brasinha faziam seus jogos com muita rivalidade, fato que se estendia até as arquibancadas, com torcedores “em nervos” e, de alguma forma, almejando a vitória. Arquibancada Azul e Vermelha, eis o Clássico Papay, destinando torcedores que saíam de casa, após um dia de domingo reservado ao descanso; outros tantos, em cima da hora, como se diz, chegavam das praias de Atalaia e Pedra do Sal; outros deixavam seus churrascos, encaminhando-se ao Verdinho; e, até mesmo, de outra cidade, antecipando passagens em virtude do Clássico. Saudades do Clássico Maior, do Norte do Piauí.

Mas, há ainda torcedores que desconhecem o Paysandu. Pois bem! Num breve escorço, o Paysandu Esporte Clube, Vice-campeão Piauiense de 1992, foi fundado em 12 de agosto de 1928 e, entre seus fundadores, estavam Cauby, Moacyr e Paracy (família Negreiros), oriundos do Pará, daí o nome Paysandu e a diferença das cores do de Belém. Inclusive, juntos com Biná, Tote, Pepê e outros, Cauby, Moacyr e Paracy vestiram a camisa do Brasinha. O Alvirrubro do Bairro São José que, mais tarde (década de 90), teria em seu quadro de atletas, além de outros bons jogadores, Iarley, jogador sobremodo conhecido no país.

Em 1992, o Brasinha, após eliminar o Ríver, no estádio Mão Santa, e vencer o 4 de Julho, nos pênaltis, dentro do Itacoatiara, fora Campeão do Returno, decidindo, posteriormente, a finalíssima com o 4 de Julho, em Piripiri, cuja partida, para a tristeza dos torcedores que saíram de Parnaíba, lotando os 11 ônibus disponibilizados, Batistinha finalizaria para o 4 de Julho: 1 a 0. Desde 2001 não disputa o Estadual.

Que o Brasinha retome suas atividades – é o desejo dos seus torcedores e o da massa azulina, a fim de que haja, novamente, o grande confronto Papay: Parnahyba e Paysandu.

Obs: a fotografia marca 1993, mas o título foi de 1992!

Assista ao vídeo da Final do Campeonato Piauiense de 1992, entre Paysandu e 4 de Julho, na Arena Colorada, em Piripiri.

Anúncios

One comment

  1. Tive a oportunidade de fazer parte deste time que foi vice campeão do piaui em 1992,e fico satisfeito em ter jogado não somente com o Iarley,mas com,Bilé,Maradona do Ceára,e meu irmão de coração Kadu,Fernandinho Baiano.o time era formado por:Hermes,Brito,Marcio,Bilé e Cabelo,Celso Preto Kadu e Pinduca,Fernandinho e Irã

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s