EXCLUSIVO: REINALDO BARROS FALA SOBRE O BARRAS E O ÁGUA BRANCA FC

(“Infelizmente, o Barras não está sendo tratado como um Clube de Futebol, mas como um time”, observa Reinaldo Barros Torres!)

O trabalho que era realizado por Reinaldo Barros Torres, exclusivamente até então, no Barras Futebol Clube, era inconfundível no Estado do Piauí, sobretudo quando se tratava das categorias de base do Leão do Marataoan. Reinaldo Barros, pois, com muita dedicação e amor pelo Clube, mantinha seu trabalho à risca, com competência, conseguindo dinamizar as atividades do clube, fortalecendo-o ao passo dos dias.

Alguns problemas ocorreram, todavia. E o Leão do Marataoan, anteriormente forte e temido, caiu de produção, até mesmo em questão de divulgação…

Em conversa “aberta” com o desportista piauiense Reinaldo Barros, dia 7 de julho, a página Futebol Piauiense WordPress.com obteve algumas declarações sobremaneira relevantes, acerca do atual momento de Reinaldo Barros Torres, o grande articulador das atividades conhecidas e reconhecidas do sub18 do Leão do Marataoan, desde sua fundação até a fundação do Água Branca Futebol Club.

A fim de que não haja nenhuma inclinação, ou algo que venha ser interpretado de maneira errônea, aqui será exposto o que, realmente, foi questionado em tal conversação.

Futebol Piauiense (FP): O que aconteceu ao Água Branca Futebol Clube neste certame Sub18?

Reinaldo Barros Torres (RB): Foi montado um bom time, com os melhores valores sub-18 da Região do Médio Parnaíba Piauiense. Esperávamos participar do Piauiense Sub-18 de 2012 com o Barras (tínhamos um núcleo em Água Branca fundado em 13-11-2008), mas a diretoria profissional do Barras Futebol Club resolveu emprestar o nome do clube para um empresário cearense trazer seus jogadores para atuarem no Piauí, e trouxe 22 atletas. Daí fundamos o Água Branca Futebol Clube em 25-03-2012 e menos de um mês já estávamos com o time em campo participando do Campeonato Piauiense. Nossos jogadores não tiveram muito tempo para um trabalho técnico, tático e físico de forma mais abrangente e o Grupo Sul, com 3 clubes, só dava direito a passar para segunda fase apenas um: e esse foi o bom time do Picos. Esperamos em 2013 fazermos um papel à altura dos investimentos e da nossa dedicação. A Jotal Honda, nosso patrocinador, investiu cerca de R$ 5 mil só em material esportivo. O gerente Fábio Nunes foi mais que dedicado ao nosso trabalho, ficamos extremamente satisfeitos. Fora de campo fomos perfeitos, 100% mesmo.

FP: Sobre a agenda da equipe, Reinaldo, agora para o segundo semestre?

RB: Iremos continuar fazendo amistosos em Água Branca e em várias cidades do interior do Piauí até o Campeonato Piauiense Sub-18 de 2013, no mesmo método que fazíamos com o Barras (Bafo). Toda a diretoria ficou de reunir-se semana que vem, no sentido de prepararmos uma agenda. Hoje mesmo (7 de Julho) fomos convidados por dirigentes do Livramento para fazermos amistoso em José de Freitas/PI, além de termos convite também do Clube Atlético Barrense para um amistoso na cidade de Barras.

FP: Como entende sua atual posição, em virtude de já haver trabalhado no Barras?

RB: O núcleo de futebol do Barras fundado e já desfeito em Água Branca uniu as duas cidades distantes 216 Km, como se fossem separadas por apenas 1 Km. O povo, em especial a juventude das duas cidades, vive clima de amizade, consideração e respeito desde 2008 quando o Núcleo do Barras foi fundado. Até os sites de notícia das duas cidades costumam postar informações de ambas, basta ver a tribunadebarras.com e o mpiaui.com. Essa aproximação me faz até escrever um blog de Barras e outro de Água Branca no acessepiaui.com.br. Ficou uma amizade profunda entre as duas cidades, até então “rivais” devido ao carnaval (as duas fazem uns dos melhores carnavais do Piauí). O futebol uniu, o esporte uniu. Cabe agora seguirmos cada um seu caminho, com o Barras Futebol Club e o Água Branca Futebol Clube. Ao Reinaldo Barros Torres resta apoiar a esses dois clubes e a outros (já estou “ajeitando” o Valença Esporte Clube, da cidade de Valença do Piauí), pois meu compromisso é com o bem-estar do futebol piauiense, quero vê-lo grande, notório. Muitos me perguntam como se consegue fazer tudo “direitinho”. Respondo que basta trabalhar como honestidade, transparência, respeito para com o patrocinador. Assim sendo, não falta quem patrocine, quem ajude.

FP: E o coração, pra que lado pulsa mais forte, numa oportunidade entre ABFC x Barras?

RB: O Barras jogando contra qualquer time do Piauí torço pelo Barras. O Bafo foi fundado em 2004, antes eu torcida pelo River (ou ainda torço). Confesso que é horrível ver um jogo River x Barras, sempre torço pelo empate e quando um deles ganha saio chateado do estádio (rsrsrs). Não sei como vai ser um dia um confronto entre o Barras e o Água Branca, mas no momento eu torcia pelo Água Branca, indiscutivelmente. O interessante no futebol é que agente vai criando um círculo de amizade em todas as cidades, entre todos os times. Ao menos quando não se tem como objetivo mais que “apenas ver o nosso futebol crescer”. Hoje estive no Estádio Albertão para fazer reportagem para a tribunadebarras.com do jogo Fluminense 2×1 Livramento, jogadores e dirigentes dos dois times me abraçavam, cumprimentavam, isso acontece sempre. Acho que é o reconhecimento, o Severino Filho (Buim) também é muito querido por todas as agremiações, nosso futebol é carente de divulgação como você faz no futebolpiauiense.wordpress.com e o Buim faz no sitedobuim.blogspot.com. O Ramiro Pena também está começando um trabalho como cronista esportivo no acessepiaui.com.br, ele é mais um amante do futebol e do esporte piauiense. Nós todos nos unindo, podemos de fato levantarmos o futebol piauiense, pois precisamos também de uma imprensa mais objetiva, transparente.

Neste exato momento, Ramiro Pena, observando a confabulação, interagiu: exatamente, a Crônica tem papel fundamental nesse processo. Precisamos prestar bons serviços aos torcedores. Estou nesse blog aqui: http://www.acessepiaui.com.br/giro-esportivo

Na sequência, Reinaldo fala sobre o que, deveras, a página queria saber:

RB: infelizmente o Barras Bafo não está sendo tratado como um clube de futebol, mas como um time. Não se aluga o nome do clube para um empresário de outro estado como foi feito no atual Campeonato Piauiense Sub-18, a não ser que você não tenha compromisso com o clube e com o futebol, mas tão somente com interesses pessoais.

FP: É um desabafo, amigo Reinaldo?

RB: Não, eu já tinha dito isto um monte de vez. Quem me conhece de perto sabe que sempre sou muito sincero, isso tem me causado problemas em algumas vezes, mas não mudo meu comportamento apenas para agradar quem pensa diferente ou age de forma fora do real, do lado honesto e respeitoso da vida. No meu próprio facebook tenho levado ao debate vários temas e só na semana passada meu face teve 1.709 acessos, segundo email enviado. No face, onde muita gente mostra o que não é, digo e mostro o que penso.

A conversa foi interrompida, lamentavelmente, por problemas técnicos da página, mas valeu, e muito!!

Hoje, Reinaldo Barros Torres é Diretor de Futebol Profissional do Água Branca Futebol Clube e objetiva estender seu trabalho, já principiado com o Valença Esporte Clube. Sorte ao grande desportista!

Parnaíba – PI

Por Renneé C Fontenele

Anúncios

One comment

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s