A ALTERAÇÃO DO SALDO DE GOLS NAS SEMI E FINAIS DO PRÓXIMO CERTAME

24.10.2012  23h57

ALÉM DA CRÔNICA – OPINIÃO

Por Renneé Fontenele

Parnaíba, PI

Cesarino de Oliveira, presidente da FFP, acatou solicitação e retirou o critério de saldo de gols das semi e finais da competição de 2013. (Foto: Renneé Fontenele/Futebol Piauiense)

(A pedido de Jankel, presidente do Flamengo, FFP, através de votação, retira o critério de gols das semi e finais do campeonato piauiense do ano vindouro!)

Como o torcedor internauta pode acompanhar aqui, a Federação de Futebol do Piauí realizou (dia 16 último) um arbitral, visando, entre outros temas, discutir e definir parâmetros do certame de 2013.

Pois bem, o calendário de 2013 está distribuído de forma equilibrada, conforme os estaduais de outras regiões do país, o que foi um “avanço”. Agora, como acontece em nosso futebol, um elemento não consegue evoluir sem prejuízo de outro, infelizmente. A alteração feita em relação aos gols das semifinais e finais mostra o regresso. Ora, já havíamos superado isso, não?

Em 2011, mesmo abrindo vantagem de 3 gols na partida inicial da final do returno, Parnahyba foi eliminado pela ausência de saldo de gols, em Piripiri. (Foto: Antonio Carlos/Esporte do Bom)

O critério que será utilizado em 2013 foi o mesmo que retirou do Parnahyba, em 2011, o título do segundo turno. Observe: na primeira partida da final do returno de 2011, o Parnahyba fez 3 a 0 sobre o 4 de Julho, em Parnaíba. No jogo de volta, em Piripiri,  o 4 de Julho fez 4 a 2 no tempo normal, resultado que, se considerados os gols, daria o título do returno ao Parnahyba – nada mais do que justo, na minha opinião. Na prorrogação (justamente porque os gols não eram considerados), o 4 de Julho fez 1 a 0, eliminando o Parnahyba.

Este tipo de critério retira a vantagem daquele clube que, jogando em casa, aplica uma goleada em seu adversário, podendo até perder a segunda partida, desde que seja por placar inferior – o que também é justo, a meu ver.

Outro fator que surge, como consequência do critério retirado pela FFP, é a desmotivação na primeira partida após um ou dois gols conseguidos, de onde a equipe em vantagem não mais se motiva a criar outras situações de gols, perdendo a dinâmica do jogo, visto que o saldo de gols não será critério de desempate. Em outras palavras, a equipe que marcar o primeiro gol tende a segurar a partida a fim levar o “magro” resultado para o próximo confronto, havendo a torcida presente contemplado apenas um ou dois gols.

Assim sendo, caros amigos e amigas, a Federação de Futebol do Piauí quase em nada mudou em relação ao que era anteriormente. Eu disse “quase”, dada “evolução” inexpressiva de até então! Pelo menos, houve uma evolução!!

1 comment

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: