Cajuína Esporte Clube: comemorar ou lamentar? A opinião é minha!

Cajuína deixa escapar título nacional. (Foto: Alberir Pontes)

Cajuína deixa escapar título nacional. (Foto: Alberir Pontes)

(Do pranto à euforia – clube piauiense de futsal é sinônimo de orgulho para os piauienses!)

Por Renneé Fontenele

Parnaíba, PI

06.12.2012

Não sei se inicio com a comemoração ou com a lamentação… A questão é difícil, realmente…

Creio, porém, estimados leitores, pelo curso de nosso modesto futebol, que devo procurar na lamentação algo que venha conter a minha inquietude em não conquistar um título tão importante, alegrando-me, então, com o acesso conquistado. Afinal, estar na elite do futebol brasileiro também é uma conquista, não é mesmo?

Mas quero, aqui, manifestar todo o meu bairrismo, mencionando minha tristeza pela derrota para o Treze por 3 a 1, de virada, na grande final da 39ª Taça Brasil Correios de Futsal Adulto Masculino da 2ª Divisão, campeonato disputado em Campina Grande, na Paraíba.

Cajuína-PI  1x3  Treze-PB

Ora, amigos e amigas piauienses, pensava eu que o nosso representante rubro-negro nutria, ao disputar a partida final, o mesmo pensamento que o zagueiro Erivaldo, do Parnahyba Sport Club, na oportunidade da final do certame contra o Flamengo: ‘se chegamos até aqui, agora é sermos campeões’, pontuou o beque azulino, na ocasião.

Não, o Cajuína não alimentava tal pensamento! Estava ‘de bom tamanho’ o acesso para a divisão principal do futsal brasileiro. O resto era consequência, como afirmou o artilheiro da equipe.

Todavia, eu, cá, numa expectativa ‘gigantesca’, super ansioso em dizer, aos quatro cantos, que o Cajuína seria campeão brasileiro, ainda que da segunda divisão. Pois bem, não me foi possível…

Desculpem-me, mas não me conformo com a derrota na final citada, porque ‘julgo’ o Cajuína a melhor equipe do campeonato e a conquista do título, a meu ver, só seria questão de tempo. Acredito na dificuldade de se chegar à final de uma competição como a recentemente disputada, envolvendo equipes de vários estados do Brasil.

Por isso, e por outros fatores, eu lamento a derrota para o Treze, comemorando, também, o acesso para o ano vindouro na elite do futebol brasileiro. Além do mais, o Cajuína merece toda a nossa estima e nossa euforia, embora haja, no íntimo daquele piauiense bairrista, um pouco de tristeza pela interrupção do grito de campeão.

1 comment

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: